Política / Transparência

Empresa não termina construção de ponte e é multada em R$ 92 mil pela Agesul

Na segunda decisão administrativa da semana, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) multou a empresa Pré-lajes Pontes Eirelei -EPP, em R$ 92.964,94‬, por não ter terminado a construção da ponte de concreto em Coxim, a 265 quilômetros de Campo Grande. Conforme extrato de decisão administrativa publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (17), a […]

Renata Volpe Publicado em 17/01/2020, às 09h05 - Atualizado às 12h15

Ponte de madeira será substituída por de concreto. (Ilustrativa, Lucio Vaz)
Ponte de madeira será substituída por de concreto. (Ilustrativa, Lucio Vaz) - Ponte de madeira será substituída por de concreto. (Ilustrativa, Lucio Vaz)

Na segunda decisão administrativa da semana, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) multou a empresa Pré-lajes Pontes Eirelei -EPP, em R$ 92.964,94‬, por não ter terminado a construção da ponte de concreto em Coxim, a 265 quilômetros de Campo Grande.

Conforme extrato de decisão administrativa publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (17), a empresa contratada em junho de 2018, foi multada pela inexecução parcial da ponte de concreto sobre o córrego Figueira. 

As penalidades aplicadas foram multa moratória no valor de R$ 77.340,58, cumulada com multa compensatória no valor de R$ 15.624,36.

De acordo com o Portal da Transparência, a Agesul empenhou em 4 dezembro de 2018, R$ 121.480,12, mas o valor foi estornado em 18 de dezembro do referido ano.

Na última terça-feira (14), outra decisão administrativa da Agesul, foi para multar a empresa MS Construtora de Obras. Ela foi impedida de participar de licitações do Governo de Mato Grosso do Sul por dois anos e deve pagar multa de R$ 267 mil, por não concluir os serviços de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais nos Bairros Cerejo e Mutum, em Angélica.

Jornal Midiamax