Política / Transparência

Com liminar, agentes de Unei acusados de maus-tratos voltam aos cargos

Dois agentes de segurança socioeducativa, denunciados de agressão e maus-tratos a adolescentes da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, em Campo Grande em maio deste ano, voltaram aos cargos através de liminar, cinco meses após serem afastados. Um deles, o Ricardo Lopes Lima, assume novamente a função de diretor-adjunto, conforme publicação no DOE (Diário […]

Renata Volpe Publicado em 04/11/2019, às 10h05 - Atualizado às 16h31

Unei Dom Bosco, em Campo Grande. (Arquivo, Midiamax)
Unei Dom Bosco, em Campo Grande. (Arquivo, Midiamax) - Unei Dom Bosco, em Campo Grande. (Arquivo, Midiamax)

Dois agentes de segurança socioeducativa, denunciados de agressão e maus-tratos a adolescentes da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, em Campo Grande em maio deste ano, voltaram aos cargos através de liminar, cinco meses após serem afastados. Um deles, o Ricardo Lopes Lima, assume novamente a função de diretor-adjunto, conforme publicação no DOE (Diário Oficial do Estado) desta segunda-feira (4).

O processo está em segredo de justiça, pois envolve adolescentes. No dia 10 de maio deste ano, a juíza da Vara da Infância, Adolescência e do Idoso, Katy Braun do Prado concedeu liminar a pedido do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) para afastar sete agentes da Unei, para averiguação de denúncias de agressão e maus-tratos a adolescentes em conflito com a lei.

A Superintendência de Assistência Socioeducativa do governo do Estado foi notificada no dia 23 de maio, quando cumpriu a determinação judicial. A publicação do afastamento dos setes agentes educacionais, foi divulgada no dia 29.

Porém, no DOE desta segunda-feira, Ricardo Lopes voltou ao cargo como diretor-adjunto, no dia 18 de outubro. Para isso, o secretário-adjunto da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), Ary Carlos Barbosa, que assinou os atos, afastou o agente de segurança socioeducativa, Rudson Pedroso de Lima, que ficou no cargo durante o período de afastamento. 

Rudson foi nomeado para desempenhar a função de Inspetor de Disciplina. A decisão conta a partir do dia 29 de outubro, mesmo sendo divulgada apenas hoje. 

Além de Ricardo, também foi divulgado no Diário Oficial que Benilso Alves, agente de segurança socioeducativa, foi designado para a função de Inspetor de Plantão da Unei. Ele voltou ao cargo no dia 18 de outubro. 

Outro agente também acusado é Orivaldo Ribeiro Mudim. Mas, foi concedido a ele, dispensa para tratamento da própria saúde de dois meses. Do dia 7 de outubro até 5 de dezembro. 

Apesar da presidente do Sindsad (Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos da Administração do Estado do Mato Grosso do Sul), Lilian Fernandes, ter informado ao Jornal Midiamax que todos os agentes afastados voltaram aos cargos, ainda não foram publicados as designações de: Jean Lesseski Gouveia; Luciano Arantes Marques; Luis Filipe Almeida da Cunha e Milker Ribeiro Trindades

Jornal Midiamax