Agendado para esta quinta-feira (14), o pregão que iria definir as empresas que vão instalar 46 mil lâmpadas LED nos postes de iluminação pública de Campo Grande foi suspenso pela Prefeitura.

Segundo publicação no Diário Oficial, desta quinta-feira, o pregão eletrônico foi suspenso na última terça-feira (12), sem que fosse informado o motivo para a suspensão.

O certame foi dividido em seis lotes, que podem ser vencidos por seis empresas diferentes. Ao todo, as empresas disputam R$ 35,1 milhões que devem ser pagos pelo fornecimento e instalação das lâmpadas.

Esta não é a primeira vez que o certame é suspenso dois dias antes de seu resultado. A Prefeitura tinha previsto inicialmente escolher as empresas no dia 18 de maio, mas suspendeu pela primeira vez a licitação no dia 16.

Após a suspensão – que também não teve seu motivo informado – o certame foi remarcado para esta quinta-feira (14). Ambas as suspensões foram assinadas pelo diretor-geral de Compras da Prefeitura, Ralphe da Cunha Nogueira.

Licitações questionadas

As licitações em torno da instalação das lâmpadas LED em Campo Grande possuem um histórico de imbróglios. A última, da gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), foi suspensa pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado).

A licitação previa a aquisição e instalação de 30 mil lâmpadas de LED por R$ 33,8 milhões. A empresa Solar Distribuidora e Transmissão S.A havia sido contratada para executar a instalação.

O MP-MS (Ministério Público Estadual), entretanto, questionou a contratação, uma vez que a gestão de Bernal teria embarcado em uma ata de registro de preços da Associação dos Municípios da Bacia do Médio São Francisco para contratar a empresa.