Licitação estava suspensa desde início de maio

A Prefeitura Municipal de reabriu as licitações para as obras de contenção de erosões na Avenida Ernesto Geisel, provocadas ao longo do Rio Anhanduí. Os procedimentos estavam suspensos desde o início deste mês, para ajustar itens das planilhas orçamentárias em relação aos valores das obras.

Nesta terça-feira (23), foram publicados no Diogrande três adendos às licitações das obras na Avenida. Segundo os editais, as empresas interessadas em executar os serviços poderão entregar suas propostas de preços no dia 23 de junho.

Após a suspensão, foram reajustados os valores das três licitações. Enquanto os dois primeiros lotes tiveram os valores globais diminuídos, em R$ 1 milhão o primeiro e R$ 1,8 milhão o segundo, o terceiro lote sofreu um reajuste de mais R$ 1,1 milhão no valor da obra, aproximadamente.

Com isso, a revitalização completa do trecho de 4,8 km da Ernesto Geisel pode ficar até R$ 1,6 milhão mais barata. Somados, os valores iniciais de referência dos três lotes eram de R$ 57,7 milhões. Com os reajustes, os preços máximos foram orçados em R$ 56,1 milhões.Prefeitura diminui para R$ 56 milhões licitação de obras na Ernesto Geisel

O primeiro lote da licitação compreende o trecho da Ernesto Geisel entre a Rua Santa Adélia até a Rua Abolição, enquanto o segunto lote vai da Rua Abolição até a Rua Bom Sucesso. Já o terceiro lote começa na Bom Sucesso e chega até a Rua Aquário.

Burocracia

A licitação sofre com imbróglios desde 2011, quando as obras começaram a ser anunciadas, na gestão do ex-prefeito Nelsinho Trad (PSD). Na Justiça, duas empresas questionaram a execução do processo licitatório.

A concorrência foi aberta pela últtima vez no dia 10 de março, com a data de recebimento de propostas marcada para o dia 17 de abril. Logo depois, a abertura de envelopes foi adiada para o dia 10 de maio, e no dia 5 deste mês, as licitações foram suspensas.

(com supervisão de Ludyney Moura)