Resultado de licitação foi divulgado

O Governo do Estado definiu a empresa que fornecerá tornozeleiras que serão alugadas pelo período de 12 meses para monitorar detentos de Mato Grosso do Sul. A previsão é que os 2 mil itens custem R$ 5,2 milhões por ano aos cofres do Estado.

A Central de Compras do Governo declarou nesta terça-feira (1º) a empresa Spacecom Monitoramento S/A, com sede em Curitiba, como vencedora do processo licitatório iniciada em setembro do ano passado.

A empresa ofereceu o menor preço para alugar os equipamentos ao Estado: R$ 230 por item por mês. Em razão do Governo ter interesse de alugar 2 mil tornozeleiras, o custo mensal do contrato está estimado em R$ 460 mil. Inicialmente será contratado pelo Estado uso de 500 tornozeleiras e em até 270 dias o Governo espera contratar o aluguel das 1,5 mil restantes. 

A expectativa é que assim que o contrato for assinado, no prazo de 5 dias as tornozeleiras cheguem ao Estado. A mesma empresa será responsável por sistema de monitoramento dos equipamentos e deverá, inclusive, treinar servidores da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) para que consigam lidar com as tornozeleiras e o sistema.

Aluguel de tornozeleiras eletrônicas para MS custará R$ 5,2 milhões ao ano