Foram instaurados cinco procedimentos

O procurador-Geral da Capital, Denir de Souza Nantes, divulgou no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta segunda-feira (23) a instauração de cinco Processos Administrativos Disciplinares para apurar irregularidades cometidas por dezesseis guardas municipais de Campo
Grande. Os processos foram originados de sindicâncias investigativas da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

As sindicâncias foram abertas entre os anos de 2013 e 2015, resultando nos processos administrativos. A reportagem do Jornal Midiamax não teve acesso ao conteúdo das sindicâncias. Foram designados três servidores da Secretaria Municipal de Segurança Pública para conduzir os procedimentos, que terão 60 dias para conclusão dos trabalhos.

Os nomes dos servidores a serem investigados nos processos administrativos são Elias Evangelista Marques, Everaldo Ponce Ojeda, Fabio Augusto da Silva Souza, Henrique César Barbosa Lima, Henrique Mascarenhas Souza, Júlio César Aragão dos Santos, Patrick Gabriel Mendes Filho, Pedro Cunha de Souza, Thiago de Souza Nogueira, Olivério Velásquez Luz, Newmar Silva de Moraes, Carlos Alexandre Barbosa, Ewerton Ferreira Lopes, Marcelo Rios, Diego Renan Franco da Silva, Ediney Lopes Costa e Anderson da Costa Alves, todos guardas municipais com nomes publicados no Diário Oficial da Prefeitura, um documento público que pode ser acessado aqui.