Empresa pede área à Prefeitura para instalar novo canal aberto de TV

Município aprova, mas impõe condições ao projeto
| 30/07/2015
- 22:33
Empresa pede área à Prefeitura para instalar novo canal aberto de TV

Município aprova, mas impõe condições ao projeto

Campo Grande pode ter uma nova emissora de televisão de canal aberto nos próximos meses. Pelo menos é o que prevê projeto de benefícios fiscais em tramitação na Prefeitura.

A ideia é da empresa Tríade Comunicações e Participações Ltda., conforme consta em deliberação do (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico) publicada nesta quinta-feira (30). Os conselheiros deram parecer favorável à concessão de benefícios ao projeto.

Conforme a publicação oficial, a Tríade pretende instalar a TV Norte Sul no Polo Empresarial Municipal. Para tal, o investimento fixo previsto é de R$ 210,6 milhões, com a promessa de gerar 3,3 mil empregos e faturar mais de R$ 1 bilhão por ano.

No processo levado ao Codecon a empresa pede um terreno de 10 mil metros quadrados, isenção de taxas e ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza), redução no valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por três anos e qualificação de pessoal por meio de convênio.

Consta na deliberação que o processo foi aprovado por unanimidade, com algumas condições a serem cumpridas. Isso porque, em que pesem os valores milionários de investimento e faturamento, a empresa informa ter capital social de R$ 100 mil.

Por isso, o Codecon pediu “comprovação da capacidade financeira para realização dos investimentos e adequação do capital social às responsabilidades a serem assumidas”. Isso deve ser feito dentro de 180 dias, período no qual a área interessada fica reservada À empresa.

Também constam na deliberação do Codecon decisões com promessas de abrir 100 novos postos de trabalho em Campo Grande. Um, de implantação, prevê incentivos à Transportes e Armazém Zilli, sob promessa de investimentos de R$ 15,5 milhões; um de relocalização, à empresa Natucor, que promete aplicar R$ 2 milhões na ampliação de um centro de distribuições; e à Brasráfia Indústria e Comércio de Embalagens, prevendo investir R$ 700 mil para aumentar sua fábrica.

Veja também

Últimas notícias