Rumor de mudanças no primeiro escalão reacendeu discussão partidária considerada superada em Mato Grosso do Sul. Segundo integrantes de diretório que se prepara para as eleições de 2024, assunto voltou com tudo após escândalo recente.

Apesar dos esforços de apaziguamento, interno divide legenda em grupos ‘novo’ e ‘antigo’.

Assim, leve rumor sobre das cadeiras foi suficiente para os dois lados se mobilizarem nas últimas semanas.

Além disso, a situação ganhou força após escândalo recente derrubar políticos da cama e deixar explícito que salvo-conduto tem prazo de validade em Mato Grosso do Sul.

Teve gente chamando correligionários de traidores, ligações inflamadas e muita ameaça indireta circulando em mensagens.

Escândalo vai adiar mudanças no 1º escalão?

Caciques do ‘grupo antigo’ já começam a conversar com quem está fora e quer ser lembrado em eventual redistribuição de cargos.

Por outro lado, servidores nomeados como integrantes do ‘grupo novo’ correm para se garantir em caso de queda dos chefes.

Assim, resta saber como os episódios recentes devem influenciar no andar da carruagem.

De fato, os mais experientes apostam que qualquer mudança no primeiro escalão, esperada ou não, deve ser adiada. Mexer agora pode soar como ‘reação’ ao escândalo que fechou 2023 com muita gente assustada no meio político.

Sabe de algo que o público precisa saber? Fala pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

E você pode ficar tranquilo, porque nós garantimos total sigilo da fonte, conforme a Constituição Brasileira.

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.