Empreendedores sul-mato-grossenses que procuram acesso a projetos para viabilizar negócios locais reclamam da ‘ajuda extra’ que consultoria em MS recebe. Assim, gestores e até servidores estariam indicando fornecedores ligados a grupo de ‘consultores consagrados’.

Conforme a reclamação, ao chegar para receber orientação, empreendedores seriam tacitamente orientados a procurar ajuda profissional de quem tem experiência e poderia ‘acelerar a tramitação dos projetos’.

Além disso, dizem que seleção de projetos e empreendimentos tem na listagem maior parte dos ‘abençoados’ com a consultoria em MS. Como há verba pública envolvida, denúncia sobre a coincidência já teria chegado aos órgãos de controle.

Desta forma, haveria favorecimento descarado para quem pagou projetos elaborados por ‘institutos’ de nome chique que não passariam de ‘pedágio’ disfarçado.

Como muita gente acaba ficando de fora, e recentemente mais grupos estariam influenciando as ‘decisões isentas e técnicas’ de comissões específicas, começou a pipocar reclamação e denúncia.

Comete o crime de tráfico de influência quem cobra ou obtém vantagem ou promessa de vantagem para influenciar ato praticado por um servidor na função pública. A pena pode chegar a cinco anos de cadeia, e multa.

Consultoria em MS reúne sócios de gestores e ex-gestores públicos

Para completar, figuram na empresa de consultoria em MS sócios de gestores e até ex-gestores. Assim, contratar os consultores figurões seria uma forma de comprar tratamento VIP sem pagar diretamente.

No entanto, listagens societárias deixam todos os rastros à mostra. Além de sócios de parentes de gestores, haveria ex-gestores e até sócios-ocultos operando nos mesmos endereços chiques.

Sabe de algo que o público precisa saber? Fala pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

E você pode ficar tranquilo, porque nós garantimos total sigilo da fonte, conforme a Constituição Brasileira.

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.