Trabalhadores temem que sindicato prejudique categoria para agradar patrões em Campo Grande

Decisão supostamente 'encomendada' por patrões em Campo Grande poderia afundar sindicato em multas
| 21/06/2022
- 08:57
Patrões em Campo Grande estariam por trás de decisão sindical irregular (Ilustração, Web)
Patrões em Campo Grande estariam por trás de decisão sindical irregular (Ilustração, Web)

Patrões em Campo Grande com interesses milionários estariam por trás de movimento que pode deixar sindicato dos empregados à beira da falência.

Até mesmo sindicalizados foram surpreendidos com decisão arbitrária que atenderia os empregadores em briga judicial antiga.

Segundo os trabalhadores, os empresários do setor são acostumados a usar os empregados como de manobra para atingir objetivos pressionando poder público.

Aliás, os mesmos patrões, não só em Campo Grande, são alvo de suspeitas desde que ganharam contrato milionário.

Como a questão está toda judicializada, agora os trabalhadores temem que o gesto de peleguismo sindical prejudique toda a categoria.

Estatuto atropelado com ordem dos patrões em Campo Grande

Decisões teriam sido tomadas atropelando até estatuto da entidade, apenas porque diretores teriam recebido a ordem dos patrões em Campo Grande.

Internamente, já se comenta que a atitude deve custar o mandato para atual diretoria.

A bajulação excessiva estaria colocando por água abaixo todo esforço para valorização da atividade sindical.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Nem precisa ser sobre rastro de sexo no órgãos públicos de Mato Grosso do Sul. Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Veja também

Segundo ativistas, vazamentos de nudes de político prejudicam combate à atuação de predadores sexuais em órgãos públicos de MS

Últimas notícias