Política / Pimenta

Contornar suposto bug em Mato Grosso do Sul pode custar fortuna, além de expor dados sensíveis

Equipe está apreensiva com 'ideia' dos chefes, que pretenderiam 'criar' o bug para elevar ganhos em Mato Grosso do Sul

Da Redação Publicado em 29/10/2021, às 09h45

Projeto tem total desaprovação da equipe que põe a mão na massa e já alertou para riscos graves
Projeto tem total desaprovação da equipe que põe a mão na massa e já alertou para riscos graves - (Ilustração sobre reprodução, Web)

Um 'bug em aplicação' estaria sendo planejado para, durante operação de rotina, gerar dificuldade a cliente importante que seria obrigado a pagar pela facilidade. A suspeita lembra roteiro de ficção sobre hackers, mas parte de membros da própria equipe envolvida com a gestão de software e base de dados em Mato Grosso do Sul.

Temem que o tiro saia pela culatra e, além de custar fortuna, acabe expondo dados sensíveis. 

A gravidade da suspeita aumenta porque a suposta manobra teria potencial para atingir parque de informática de baixa e alta plataforma. É onde se opera mainframe que processa sistemas com linguagem de programação de quarta geração e gigantesco banco de dados onde se concentram informações de diversas aplicações específicas.

Bug em Mato Grosso do Sul

No entanto, caso o plano seja levado a cabo, tudo seria exposto para, supostamente, criar precedente para alterar a definição dos níveis de complexidade de atividades cobradas com unidade de serviço técnico. Seria, literalmente, um exemplo do dito popular que resume: 'criar dificuldade, para vender facilidade'.

Assim, segundo grupo que acompanha de perto o suposto 'plano', milhares de dados altamente sensíveis podem ser expostos e até mesmo perdidos.

No entanto, alertas teriam sido ignorados e, com medo de represália, ninguém teria se disposto a levar a preocupação até os órgãos competentes. Se limitaram a deixar registros verificáveis antecipando que a suposta 'tramoia digital' usaria o discurso de violação de segurança para fechar o plano em breve.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax