Política / Justiça

Olarte se coloca à disposição da Justiça e diz que ‘não pode perder foco’

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), se colocou à disposição da Justiça para ajudar na operação do Ministério Público do Estado (MPE), deflagrada na sexta-feira (11) e que segue em segredo de Justiça, mas reforçou que objetivo é manter o foco na administração municipal. “Não posso perder o foco. Essas questões ficam para […]

Arquivo Publicado em 13/04/2014, às 14h50

None
39960193.jpg

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), se colocou à disposição da Justiça para ajudar na operação do Ministério Público do Estado (MPE), deflagrada na sexta-feira (11) e que segue em segredo de Justiça, mas reforçou que objetivo é manter o foco na administração municipal.


“Não posso perder o foco. Essas questões ficam para os advogados, para o Ministério Público fazer seu trabalho. Para nós fica focar no trabalho, não há nada de errado para o prefeito municipal de Campo Grande”, afirmou Olarte.


Sobre os reflexos da operação, o prefeito respondeu ressaltando os avanços administrativos depois que assumiu a prefeitura de Campo Grande, em março. “Nós estamos buscando destravar a cidade, a cidade estava parada. Em 30 dias, conseguimos fazer que parte da máquina voltasse a funcionar, as obras fossem retomadas, os alvarás começassem a serem liberados porque estavam parados, a construção civil voltasse a vender, o servidor municipal está animado, esperançoso”, enumerou.


Olarte disse ainda que o promotor lhe garantiu ser um procedimento normal da instituição. “O MP faz o seu trabalho, nós estamos tranquilos porque a informação que eu tive do promotor de que era um trabalho normal, estamos abertos para contribuir com a Justiça”, completou.


Ao ser questionado sobre o objeto da operação, Olarte disse que não poderia responder. “Se o processo está em segredo de justiça no Ministério Público, não sou eu que vou responder”, afirmou o prefeito.


Olarte vai prestar depoimento no Ministério Público, mas ainda não tem data definida. “Vou marcar ainda. Tenho muito trabalho”, finalizou.

Jornal Midiamax