Treinado para votar ‘não’

Ao votar projeto de lei do Executivo que cria o Programa MS Alfabetiza durante sessão desta quinta-feira (30), o deputado (PL) enfrentou dificuldades para votar “sim” no novo sistema eletrônico da Alems. “Tenho testemunhas oculares aqui que tentei votar ‘sim’, mas o painel é treinado para votar contra o Governo”, brincou.

Requerimento

Diante da Operação Turn Off do Gaeco, o deputado estadual Rafael Tavares (PRTB) protocolou requerimento pedindo informações sobre os contratos da Secretaria de Estado de Saúde. “Tenho aqui a pessoa responsável por essas licitações, a Simone Castro, por fraudar as licitações. Precisamos saber se tem mais algum do cidadão que tem sido usado para ser desviado”.

Perrengue chique

De volta ao Brasil após agenda intensa no Chile, a prefeita Adriane Lopes registrou “os momentos que ninguém vê”, em suas redes sociais. Ao sair de agenda da direto para o aeroporto, a chefe do Executivo Municipal largou as sandálias e seguiu descalça para conseguir fazer conexão na estação de embarque. Além disso, contou ter ficado sem almoço e janta durante o trajeto.

Dias agitados

Por falar nisso, o prefeito interino, que supriu a ausência de Adriane, disse ter trabalhado ‘duro’ para dar conta das atividades enquanto a mandatária estava fora. Em três dias de serviços, Carlos Augusto Borges, o Carlão, afirmou ter executado mais de 40 tarefas entre agendas, reuniões e trabalhos no gabinete.

Mais vagas

Os aprovados na guarda civil metropolitana foram a Câmara Municipal de Campo Grande na manhã desta quinta-feira, pedir ajuda dos vereadores. A solicitação é de que haja uma conversa com a prefeitura para chamar mais pessoas para o curso de formação.

Audiodescrição

Presidente da Associação Nacional dos Procuradores e das Procuradoras do Trabalho, José Antônio Vieira de Freitas Filho levou a sério a audiodescrição em agenda pública nesta semana. “Em atenção ao protocolo associativo e institucional em postura e linguagem inclusiva, farei a minha audiodescrição. Sou homem branco, com 54 anos de idade, um metro e sessenta e seis de altura, tenho 83 quilos. Cabelos, olhos e barba castanhos, barba cerrada, cabelos curtos. Estou usando óculos de aros marrons semiovalados, camisa social branca, gravata azul royal e terno da mesma cor em tom mais claro. Em cuja lapela trago a insígnia do Ministério Público. Falo de pé, do púlpito, localizado no lado esquerdo de quem está na plateia. No fundo, na parte de trás da mesa, ao longo de toda extensão um monumental aquário. Espero que os senhores olhem para mim e não para os peixes. Até estou me sentindo um pouco como o Fagner, como em borbulhas do amor. Quem me dera ser um peixe para no seu lindo aquário mergulhar”, disse durante o evento, arrancando gargalhadas dos presentes com tamanho detalhamento.

Saiba Mais