Petição

A deputada Camila Jara usou as redes sociais para pedir assinaturas para petição contra o aumento da passagem do transporte coletivo em . “O Busão tá caro, tá ruim e só quem sofre é a população mais pobre”, disse a parlamentar.

Obra faraônica

A UFN-3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados), obra faraônica paralisada há quase uma década, pode ser retomada depois de abril. O Governador (PSDB) diz que a retomada ainda depende de algumas negociações, mas adianta que estão sendo realizadas reuniões com ministros para concluir a obra orçada em R$ 700 milhões.

Desculpe o transtorno

O TRT24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região) está em reforma. Parte dos servidores está trabalhando no Fórum Trabalhista Senador Ramez Tebet, em Campo Grande, incluindo os desembargadores.

Remember

Na terça-feira (28), foi a vez dos desembargadores da Primeira Turma se reunirem no Fórum. O decano André Oliveira afirmou que “é uma emoção voltar para nossa segunda casa”.

Comecei aqui

Já o desembargador Nicanor Lima lembrou que começou a carreira no Fórum e celebrou a realização da sessão no local. “Eu participei da minha primeira composição no tribunal também nesse plenário. Nós voltamos ao tempo, com certeza”, afirmou.

Mudanças

A direção do Fórum teve que fazer uma pequena manutenção no plenário para desembargadores. O local é usado para audiências com grande público e precisou ser adaptado para que as sessões do TRT continuem sendo transmitidas pelo YouTube.

Mais reuniões

O impasse para os serviços do Hospital do Câncer voltar a realizar todos os serviços deve permanecer durante esta semana. O Governador disse que o Estado vai realizar uma reunião com o Ministério Público, mas ainda sem uma data definida.

Estado produtor

Em sessão ordinária, o deputado Luiz Ovando usou a palavra para criticar invasões em propriedades rurais de MS. Destacou que o Estado é produtos e que o ‘não irá tolerar esse tipo de ação’. “Nós estaremos atentos e nós resolveremos o problema”, mandou o recado.

Capa

A capa do caderno distribuído pela Prefeitura de Dourados gerou movimento entre a comunidade indígena. Com fotografia de crianças brancas com trajes tradicionais indígenas, o material didático é criticado por alguns internautas.

Saiba Mais