Comitiva vai a Brasília

Os gabinetes dos deputados federais de Mato Grosso do Sul foram movimentados nesta terça-feira (16). Prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários de formaram ‘comitiva’ para ir a visitar a Câmara dos Deputados em busca de recursos. Os representantes foram recebidos nos gabinetes dos deputados federais Marcos Pollon (PL) e (PSDB).

Arraiá da Alems

A Assembleia de MS irá realizar um arraial e já anunciou a festa. O convite veio acompanhado de guloseimas e chapéu caipira. O presidente não perdeu tempo e experimentou o adereço junino com os comes.

Cadastro de ‘bikes’

Um apresentado na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) quer cadastrar as bicicletas e os seus proprietários. A proposta é para identificar o proprietário, caso a ‘bike’ seja furtada ou roubada, facilitando a devolução. Além disso, ajudar as investigações da polícia civil. O projeto, de autoria do deputado Roberto Hashioka (União), vai à análise da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) da Casa.

Muito cedo

O deputado João Henrique Catan considera que está muito cedo para as alianças partidárias. Contudo, afirmou que são legítimas as movimentações visando às Eleições de 2024.

Conflito

O deputado Zeca do PT voltou a comentar sobre a retomada de terras indígenas que afetam seu ‘companheiro’. Anteriormente, foi criticado por associações indígenas de MS. Nesta sessão, deputado considerou as falas como ‘conflituosas’ devido ao partido que Zeca compõe.

Reunião com a guarda

O presidente da Câmara, Carlos Augusto Borges, o Carlão do PSB, se reúne com a Prefeita Adriane Lopes (Patriota) para debater sobre a periculosidade da Guarda Municipal. Há meses a categoria pede um posicionamento da Chefe do Executivo.

Inadimplência

Ainda com inadimplência, a Prefeitura de segue sem conseguir receber recursos. Há poucas semanas, a secretária de finanças do município disse que a ‘ficha’ deve ficar limpa ainda em maio, o que não foi feito pelo menos na primeira quinzena do mês. Presidente da Câmara diz que a prefeitura tem que resolver a situação, ou acredita que não vai ter como pagar a folha a partir de agosto.