Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Corrida pela foto perfeita

None

Esperado

Visita de figurão em fábrica de vacinas contra o coronavírus teve, como a maioria de atos desse tipo, empenho sobrehumano de equipe para garantir a melhor foto.

No porta-retrato

Tudo porque a imagem, mesmo que repleta de aparatos de proteção que deixavam apenas olhos de fora, era muita esperada, principalmente para arquivo de campanhas futuras.

Na busca

Mesmo que a compra das vacinas emperre em falta de mobilização nacional para tal feito, aliada à descrédito do presidente da república desde o início das tratativas, iniciativas estaduais são o foco principal de governadores em todo o país.

Também quero

A exemplo de São Paulo, mandatários estaduais também querem sair na foto ao aplicar o primeiro imunizante adquirido por 'forças' próprias. 

Perseguido

O deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) comparou a promoção do delegado da Polícia Civil Márcio Obara com a Operação Tracker, da Polícia Federal, em que o parlamentar é acusado de forjar um atentado contra si mesmo em fevereiro de 2020. Mais uma vez, Trutis disse ser vítima do "sistema".

Quase morreu

O pesselista repercutiu reportagem do Jornal Midiamax sobre a promoção de Obara, que chegou a ser preso durante a Operação Omertà, que investiga uma organização criminosa especializada em execuções. Trutis disse que vai provar sua inocência. "Ao invés de aceitar minhas denúncias, um delegado ambicioso e um judiciário ativista tentam colocar em mim uma culpa, para assim, não precisar apresentar os verdadeiros culpados", escreveu no Facebook.

Arsenal em casa

Após o Supremo Tribunal Federal suspender decretos que flexibilizam a posse de armas, a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS). Em publicação no Facebook, ela discordou da alegação de que mais armas podem cair nas mãos do crime organizado. "Mesmo com tantas restrições ao cidadão, os criminosos sempre estiveram muito bem armados. Somos a favor dos decretos de armas, porque eles garantem o direito da população proteger sua família", opinou.

Fila sem fim

Mais indicações para aumentar o grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19 chegaram à Assembleia Legislativa. O deputado estadual Pedro Kemp (PT) defendeu a inclusão dos servidores dos Correios, enquanto Evander Vendramini pediu prioridade para os trabalhadores da assistência social.

Vai sair caro

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro, dessa vez após seu antigo chefe responder sobre gasto de R$ 2 milhões nas férias de fim de ano. Bolsonaro debochou e disse que irá gastar mais, o que incomodou o ex-ministro. "Famílias passando necessidade, inflação altíssima, descontrole da pandemia e desesperança. E um gestor público, que deveria dar o exemplo, achando que gastar milhões em férias não é nada. Vai gastar mais nas próximas. Uma coisa dessas chega a ser imoral", tuitou.

Jornal Midiamax