O vereador Chicão Vianna (PSB) encaminha, nesta quarta- (24), uma denúncia ao MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) após um morador de Corumbá, a 444 quilômetros de , publicar nas redes sociais um vídeo afirmando ter feito pedido ‘ao pré-candidato Luiz Antônio Pardal' e ter sido atendido.

Pardal foi secretário de Governo do atual prefeito de Corumbá, , que saiu do PSDB para apoiar a candidatura dele à prefeitura. Ambos se filiaram ao PP. Pardal foi exonerado do cargo público em 5 de abril.

No vídeo que circula em grupos de WhatsApp, o morador detalha nas suas redes sociais que a mãe estaria com dificuldades de acesso a algum serviço médico.

“Já estou aqui com os papéis. Fiz pedido ao poder público, ao pré-candidato a prefeito Luiz Antônio Pardal e à secretária de Saúde Mari Lúcia, e eles atenderam ao meu pedido”, informa.

Segundo o morador, essa foi a forma encontrada para ser atendido. “A gente tem que fazer de forma legítima. Uma boa política para ser atendido. Não adianta chegar como alguns políticos e falar que ‘isso aqui está parado'. Não é dessa forma, gente. É fazer um pedido. Somos pagadores de e eles estão ali para nos ouvir. Assim que a gente faz um desenvolvimento bom para a nossa região. Estamos juntos”, finaliza o morador.

Para Chicão, o vídeo é uma afronta a quem enfrenta filas e não tem acesso direto aos secretários municipais. “A saúde em Corumbá está péssima. Tem filas de exame, falta de remédio. Só resolve isso quem fala com o pré-candidato? E quem não tem acesso não resolve? Vou levar o caso ao Ministério Público ainda hoje para que apure os fatos. Estamos em pré-campanha e isso é uso da máquina pública por troca de votos”, disse ao Midiamax.

O que diz Pardal?

O Midiamax entrou em contato com o ex-secretário para tratar sobre o tema. Em resposta, o pré-candidato à prefeitura de Corumbá respondeu que recebeu mensagem de um rapaz, na manhã desta quarta-feira (24), a respeito da mãe que estaria com glaucoma. Ele nega que tenha tido contato presencial com o rapaz e nem entregue algum papel para ele. 

“A única coisa que eu falei pra ele era para procurar a casa de regulação, que é a casa verde, eles vão poder te ajudar, poder atender lá. Fiquei sabendo que tem cirurgias eletivas que já estão acontecendo e talvez a sua mãe de repente já esteja dentro desses atendimentos, vai lá e procura por favor, foi a única informação que eu dei”, ele afirma. 

Também procurado pela reportagem, o prefeito Marcelo Iunes contou que tinha acabado de tomar conhecimento do vídeo e que iria consultar a secretária de saúde sobre o assunto. “Mas a Mariluce não é mais secretária adjunta de saúde, ela é de carreira”, disse.

Em nota, a Prefeitura de Corumbá negou que houve uso da máquina pública para fins políticos. 

“A Prefeitura de Corumbá, mais uma vez, reitera seu total compromisso com a ética, a transparência e a legislação vigente. O Executivo corumbaense assegura também que nunca houve uso da máquina para fins políticos, mas que ainda assim, segue à disposição das autoridades competentes para qualquer esclarecimento”, finaliza o texto.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. O anonimato é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok

Doações

Não sabe para qual entidade ou iniciativa doar? O Jornal Midiamax mantém atualizada uma relação com diversos pontos de coleta de donativos na Capital de Mato Grosso do Sul e instituições que estão recebendo doações via Pix. LISTA: Confira os novos pontos de doações em Campo Grande para famílias do RS.