Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande analisam, na sessão desta terça-feira (5), dois projetos e dois vetos do Poder Executivo. Os trabalhos têm início às 9h20 no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis.

Em única discussão e votação, segue para análise o veto total ao projeto de lei nº 10.976/23, do vereador Prof. Juari (PSDB), que dispõe sobre a obrigatoriedade imposta às autoridades que receberem comunicações ou denúncias de fatos que constituam violência doméstica e familiar contra crianças e adolescentes de resguardar sigilo sobre a identidade do noticiante ou comunicante.

Também o veto total ao projeto de lei nº 11.156/23, que institui o programa “Divulgando Oportunidades” no município de Campo Grande. A proposta também é do vereador Prof. Juari.

Já em segunda discussão e votação, os vereadores analisam o projeto de lei nº 11.044/23, dos vereadores Júnior Coringa (PSD) e Dr. Loester (MDB), que institui a Festa da Fruta, a ser realizada anualmente na Escola Municipal Agrícola Governador Arnaldo Estevão de Figueiredo.

E, em primeira discussão e votação, está pautado o projeto de lei nº 11.248/24, do Poder Executivo, que autoriza a abertura de crédito adicional especial no valor de R$ 800 mil.

Palavra Livre

Durante a Palavra Livre, a vice-presidente da Associação de Moradores do bairro Nova Campo Grande, Fábia Aparecida da Silva Britez, utilizará a Tribuna para falar sobre o mau cheiro que o bairro tem sofrido devido à má gestão ambiental. O convite foi feito pelo vereador Zé da Farmácia.