Após a fala machista do vereador Antonio Bianchi (Pode) contra a prefeita de Naviraí, Rhaiza Matos (PSDB), o Podemos-MS decidiu expulsar o parlamentar. Em sessão da Câmara do município, a 360 quilômetros de Campo Grande, Bianchi chamou a prefeita de ‘menina’ e disse que ela “não está dando conta”.

A presidente estadual do Podemos, senadora Soraya Thronicke, lamentou as declarações e expressou “profunda repulsa” sobre a situação. “Em suas falas o vereador demonstrou um completo desrespeito e desconhecimento sobre a competência de uma mulher em gerir e liderar uma cidade”, afirmou em nota.

Soraya disse que o vereador “só reforçou estereótipos e preconceitos” de mulheres na política. Assim, anunciou a intenção de expulsar o vereador, que se adiantou e aproveitou a janela partidária para sair da legenda.

“Após a decisão de expulsá-lo do Podemos, fui surpreendida com a informação de que o vereador já está de saída para outro partido, já tendo assinado ficha de filiação. O que nos descarrega deste constrangimento, pois sua atitude é totalmente contrária à nossa defesa pela igualdade e respeito às mulheres dentro e fora do partido”, diz a senadora em nota.

Por fim, Soraya lembrou que além de uma mulher na presidência estadual, a legenda possui uma presidente em âmbito nacional. “Muito competente e corajosa, a deputada Renata Abreu”.

vereador

Vereador não se arrependeu

Poucos dias após o Dia das Mulheres, mais um caso de machismo foi registrado em uma das Câmaras do interior de Mato Grosso do Sul. Nesta segunda-feira (11), o vereador de Naviraí, Antonio Bianchi (Podemos), chamou a prefeita Rhaiza Neme (PSDB) de “menina” e afirmou que “ela não está dando conta”.

Durante o uso da Tribuna na sessão desta segunda-feira (11), o parlamentar disse: “Empurraram essa menina lá, mas ela não está dando conta”. Logo em seguida, questiona: “Se um homem com experiência já não dá conta de uma cidade, imagina uma menina. O que ela vai fazer?”

Jornal Midiamax entrou em contato com o vereador após a sessão. Questionado se considera a prefeita eleita como menina, ele afirmou: “É uma menina”.

A reportagem também lembrou que estamos no mês de comemoração dos direitos das mulheres e perguntou se o vereador considera a fala como machista. “Não acredito, porque eu falei menina, eu não falei mulher. Eu falei da gestão pública, você tem que saber que é uma gestora pública. E minha fala na tribuna, ela é inviolável”, afirmou.

Em ligação gravada com a reportagem do Jornal Midiamax, o vereador disse não se arrepender da fala sobre a prefeita de Naviraí. “Não, arrependido por quê? De cobrar a gestora pública não. A gestora pública não”, pontuou.

Apesar de não ter o ensino fundamental completo, segundo consta nos dados registrados pelo próprio vereador junto ao TRE-MS, o parlamentar aponta que a prefeita com nível superior completo é inexperiente. “Na minha concepção, como a do presidente já falou, ela é uma menina inexperiente, eu falei em termos de gestora pública, não falei em relação a mulheres”, disse.

Representação e notificação

Ao Jornal Midiamax, a prefeita disse que irá representar contra o vereador na Câmara de Naviraí. “Me senti desmoralizada, humilhada por tamanho machismo! Percebo que atitude como esta do vereador não atinge somente a mim, mas a dignidade de todas as mulheres”, lamentou.

Segundo o presidente da Câmara, Ederson Dutra (PSDB) — conhecido como Neninha —, já foi feita notificação contra o vereador Bianchi. “É misoginia, para começar ele está discriminando um grupo feminino”, pontuou ao Jornal Midiamax.

“Pedi para nossa equipe tirar isso na ata, vou encaminhar um pedido formal com a fala dele para a Comissão de Ética para apurar o fato e eu estou aguardando a prefeita para fazer uma apresentação contra ele na Câmara”, disse.

O presidente da Casa disse que a Comissão fará análise para ver se há motivo de quebra de decoro. Além disso, destacou que “é uma fala isolada de uma pessoa sem noção do que fala”.

Sobre a fala do vereador em relação a ele ter feito comentário parecido, o presidente da Câmara disse que era em uma situação em que estava “politicamente falando de alguém que começou agora a carreira política”.

“Uma coisa é você estar pensando na política, aí ele [Bianchi] confunde, porque outra coisa é ir na sessão da Câmara e falar que se fosse um homem, talvez ele daria conta, mas ele está atingindo a menina. Ele é um cara desequilibrado, infelizmente”, justificou.

Confira o vídeo da fala do vereador:

https://youtube.com/watch?v=HIGsZrUs4lU%3Ffeature%3Doembed