Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande analisam dois vetos e quatro Projetos na sessão ordinária de terça-feira (23). Uma das propostas visa liberação de água potável em eventos da Capital.

Em única discussão e votação, os parlamentares analisam o Veto Parcial ao projeto de Lei n. 11.040/24, que estabelece o Programa Municipal de identificação de lar atípico com pessoas com hipersensibilidade auditiva para residentes no município. A proposta foi apresentada pelos vereadores Carlos Augusto Borges (Carlão) (PSB) e Prof. André Luis (PRD).

E também o Veto Total ao Projeto de Lei Complementar n. 917/24, que altera o Artigo 2º da Lei n. 2.786, de 27 de dezembro de 1990. A proposta é de autoria dos vereadores Claudinho Serra (PSDB), Betinho (Republicanos), Professor André Luis, Dr. Victor Rocha (PSDB), Ronilço Guerreiro (Podemos), Clodoilson Pires (Podemos) e Edu Miranda (Avante).

Já em segunda discussão e votação, será votado o Projeto de Lei n. 11.162/23, de autoria dos vereadores Papy (PSDB) e Carlos Augusto Borges (Carlão), que institui no calendário oficial de eventos do município de Campo Grande – MS, a “Feira Científica”.

Outros três Projetos serão votados em Plenário em primeira discussão e votação. O Projeto de Lei n. 11.196/23, de autoria do vereador Dr. Victor Rocha, que dispõe sobre a permissão para a entrada com água potável para consumo próprio em shows, festivais, exposições e eventos similares no âmbito do município.

Ainda o Projeto de Lei n. 11.199/23, de autoria do vereador Papy, que cria a carteira funcional digital e física dos conselheiros tutelares e dá outras providências.

E por fim, o Projeto de Lei n. 11.238/24, de autoria do vereador Professor Juari (PSDB), que dispõe sobre a instituição da campanha permanente nas escolas públicas e particulares do ensino fundamental e médio de Campo Grande, de valorização e respeito ao trabalho do professor.

Acompanhe

A sessão ordinária começa às 9h20, no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, bairro Jatiuca Park, com transmissão ao vivo pelo Facebook e YouTube da Casa de Leis, e também pelo canal aberto da TV Câmara (7.3) e pela TV Educativa (Rede E), no canal 4.2.