O presidente da Câmara de Vereadores de Campo Grande, Carlão (PSDB), afirmou que irá publicar, na próxima terça-feira (14), a convocação do ex-vereador Dr. Lívio Leite como suplente do parlamentar Claudinho Serra (PSDB) pelo período que estiver de atestado médico. 

“Ele [Lívio] tem o diploma de terceiro suplente, então amanhã eu vou convocá-lo como terceiro suplente. Primeiro era o Ademir [Santana}, segundo Claudinho terceiro ele. Então, eu vou convocar porque saiu na janela. Os advogados da Câmara entendem que quando sai na janela partidária não perde o direito. Eu vou convocar ele amanhã de manhã, aí tem o prazo para ele arrumar os documentos. Amanhã eu vou publicar a convocação do Dr. Lívio”, afirmou Carlão ao Midiamax

Até o fim da tarde desta segunda-feira (13), a Câmara aguardava a resposta do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) sobre quem poderia assumir a vaga. A previsão é que a resposta oficial chegue amanhã de manhã, mas Carlão já adiantou que Dr. Lívio é quem deve assumir a cadeira.

Diploma como terceiro suplente. (Arquivo Pessoal)

Quem é Dr. Lívio?

Dr. Lívio foi eleito como vereador em Campo Grande, em 2016, com 4.518 votos pelo PSDB, mas nas eleições municipais seguintes não conseguiu uma cadeira e terminou como terceiro suplente do partido tucano ao receber 2.772 votos.

Saída do partido teria ocorrido na janela partidária. (Arquivo Pessoal)

Ele mudou da sigla para o União Brasil, em 27 de março deste ano, durante a janela partidária, que fechou em 6 de abril. Assim, o ex-vereador da Capital pode voltar à Casa de Leis em breve. 

Em contato com o Midiamax, o suplente do vereador Claudinho Serra afirmou que aguarda a convocação oficial. “Não há convocação oficial. Sendo convocado assumo dentro prazo legal. Estou diplomado como 3 suplente do PSDB e sai na janela partidária dia 27/3/24”, afirmou. 

Vereador preso

Claudinho Serra apresentou à Casa de Leis um atestado médico de 30 dias sob a justificativa de “abalo psicológico” após ganhar liberdade, em 26 de abril, mediante uso de tornozeleira eletrônica. 

O parlamentar tucano foi preso em 3 de abril na terceira fase da Operação Tromper, acusado de ser o mentor de suposto grupo criminoso que desviava recursos da Prefeitura de Sidrolândia na época em que foi secretário de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica. A sogra de Claudinho Serra é a prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP). 

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, o sigilo é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.