O secretário municipal de Saúde, Sandro Benites, garantiu em reunião nesta quinta-feira (29), na Câmara de , que os repasses ao Hospital São Julião serão regularizados e que a unidade não deixará de atender.

Nessa semana, a diretoria da unidade reclamou que estava sem receber de janeiro até o final de abril. “Estivemos ontem com o presidente do São Julião na Sesau [Secretaria Municipal de Saúde]. Foi feita uma contratualização, que estava irregular. Por isso não teve repasse da Prefeitura. Amanhã vai ser feita a contratualização correta, junto com o apoio do Governo do Estado, a Prefeitura e a bancada federal, que vai resolver essa situação”.

Sandro adiantou que a Prefeitura vai arcar com 25% e mais 25% serão solicitados ao Governo. Os outros 50% serão incrementados pela bancada federal.

Presidente do hospital, Carlos Augusto Melke explicou que a unidade executou todas as cirurgias, independente dos repasses. “Como nós não recebemos de janeiro até fim de abril, paralisamos porque a Sesau disse para parar as cirurgias. São 100 cirurgias por mês que o São Julião faz, mas no contrato são 26 cirurgias. Essa foi uma das discussões que tivemos com a Sesau”. Segundo Melke, a bancada federal deve doar R$ 1,1 milhão em emendas para pagar os repasses que não foram efetivados.

O vereador Dr. Victor Rocha (PP) explicou que há um valor aproximado de R$ 2,5 milhões em emendas da bancada que ainda não foram repassados e a Prefeitura vai fazer um remanejamento para pagar.