A pauta da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) desta quinta-feira (24) tem 57 requerimentos para votação. Entre eles, a quebra de sigilo da deputada Carla Zambelli (PL-SP) e a reconvocação do ex-ajudante de Bolsonaro, Mauro Cid.

Assim, os parlamentares podem votar os requerimentos na reunião desta semana. Além de Carla, a quebra de sigilo atinge o marido dela, Antonio Aginaldom, e o irmão, Bruno Zambelli.

Também é pautada a quebra de sigilo dos Relatórios de Inteligência Fiscal de Carla, outras 14 pessoas e empresas. A relatora Eliziane Gama (PSD-MA) justificou que eles foram citados no depoimento do hacker Walter Delgatti Neto, em outra reunião da Comissão.

Vale lembrar que também há pedido, feito pela oposição, para quebra dos sigilos bancário e fiscal do hacker. Na reunião desta quinta-feira (23), o sargento Luis Marcos dos Reis — que atuou ao lado de Mauro Cid — presta depoimento na Comissão.

O presidente da CPMI, deputado Arthur Maia (União) disse que o depoimento do general Gonçalves Dias deve acontecer no próximo dia 30. A data foi confirmada após o senador Marcos Rogério (PL-RO) cobrar o depoimento do ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional de Lula.