O prefeito de Miranda, Fábio Florença, vem para Campo Grande nesta quarta-feira (15) para traçar estratégias com o governo do Estado no combate aos incêndios do Pantanal. Na terça, o governador (PSDB) decretou situação de emergência por 90 dias na cidade, distante 207 quilômetros de Campo Grande, além de Porto Murtinho, Corumbá, Ladário e .

Ao Jornal Midiamax, o prefeito destacou que a situação está pior na região pantaneira. “Vamos alinhar com o governador pra juntos combatermos as queimadas”, sintetizou.

Decreto

Conforme o decreto publicado em edição extra do Diário Oficial na terça-feira (14), o Estado vem enfrentando intensa onda de calor, com registro de temperaturas entre 38°C e 43°C, aliada a baixos valores de umidade relativa do ar, entre 10% e 30%, segundo a Semadesc/Cemtec (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação/Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

E, nas cidades do bioma Pantanal foram registradas temperaturas muito altas, como em Porto Murtinho e Corumbá – com 42,7°C e 42,0°C. De acordo com a administração estadual, como consequência, tem o surgimento de centenas de focos de calor e incêndios de grandes proporções, principalmente na região pantaneira. Corumbá chegou a registrar a maior temperatura do País, nesta terça-feira (14). 

Saiba Mais