Conselheiros tutelares foram à Municipal nesta quinta-feira (30) reivindicar a criação de novos polos para atuação da categoria no próximo quadriênio, que deve iniciar em 10 de janeiro de 2024. Atualmente, conta com cinco unidades de atendimentos à população, e a expectativa é de que três novos sejam implantados.

Nas últimas eleições, realizadas este ano, 40 profissionais foram eleitos. Em tese, cada prédio terá que contar com 5 conselheiros, mas a realocação só se dá, com a abertura dos novos Conselhos Tutelares.  

A conselheira Sandra Aparecida de Souza, reeleita para assumir a cadeira, explica que a preocupação da classe é o recesso dos parlamentares, por isso, o grupo se uniu para reforçar o pedido de que a prefeita Adriane Lopes (PP), encaminhe o texto à Casa em tempo hábil.

“Se a prefeita não assinar esse projeto de lei para mandar aqui para a Câmara Municipal para ser aprovado pelos vereadores, a gente crê que no dia 10 de janeiro que está estabelecido para tomarmos posse a gente não vai conseguir fazer isso”, explicou.

“Nós viemos para tentar uma força, unir forças. Para chegar até a prefeita essa nossa reivindicação e que ela assine esse projeto e encaminhe aqui para casa. Já está chegando ao fim das sessões e eles não vão mais poder votar”, disse.

Reeleito para o 4º mandato consecutivo, Marcelo Marques relata que caso o projeto não chegue até o dia 19 de dezembro “terá que ser prorrogado o mandato e queremos que ela sensibilize e mande o projeto da Câmara. A posse tem que ser dada até o dia 10 de janeiro”.

Segundo o presidente da Casa, vereador Carlos Augusto Borges, o (PSB), os vereadores votarão a pauta assim que der entrada na Câmara. “Chegando na câmara eu voto em regime de urgência, firmamos esse compromisso, se precisar faremos até uma sessão extraordinária porque sabemos que vocês têm pressa. O recesso é dia 19, chegou hoje, eu voto hoje”, assegurou.

Já o vereador Beto Avelar (PSD) disse ter conversado com o secretário Municipal de Governo, que irá atender a comissão dos servidores. “Falei com o e ele ficou de me dar uma posição sobre uma agenda para gente discutir isso aí”, afirmou. A reunião está marcada para sexta-feira (1º), às 10h, na prefeitura.

Atualmente, são cinco os conselhos em Campo Grande, sendo eles: 1º Conselho Sul; 2º Conselho Norte; 3º Conselho Centro que foi divido; 4º Conselho Bandeira e o 5º Conselho Lagoa. A criação dos novos são o Imbirussu Prosa e Anhaduizinho.

Abertura de novas unidades

Na manhã desta quinta-feira, a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) publicou no Diário Oficial de Campo Grande, aviso de procura de imóvel, para a abertura dos novos conselhos. O prazo para apresentação das propostas é de 15 dias. Confira aqui.

Eleição de Conselheiros

As eleições do Conselho Tutelar de Campo Grande ocorreram em outubro deste ano com a escolha de 40 nomes titulares e outros 80 suplentes. A apuração dos votos aconteceu na sede do CMDCA (Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente). São 40 candidatos eleitos para assumirem os cargos, 113 suplentes e cinco impugnados.