O deputado estadual Marcio Fernandes já começa a se articular para suceder o deputado eleito Junior Mochi na presidência do MDB em Mato Grosso do Sul. O partido deve decidir quem comporá a nova Executiva estadual nos próximos meses.

Ao Jornal Midiamax, Marcio disse que sua trajetória o credencia para o posto. “Vou me colocar à disposição. Sinto que estou na fila, já disputei a prefeitura de Campo Grande [em 2020], fiz gestos importantes para o partido. Estou conversando com a Executiva, com o [ex-governador] André [Puccinelli] e o Mochi”, comentou.

O parlamentar defendeu ainda que o secretário de Estado da Casa Civil, Eduardo Rocha; e a ministra do Planejamento, Simone Tebet, tenham posições de destaque. “Esperamos que o secretário Rocha volte numa posição de destaque para integrar a Executiva, e a ministra Simone também. Vamos aglutinar as lideranças com trânsito no governo”, argumentou.

Para Marcio, é possível ainda voltar a compor com o PSDB visando os pleitos de 2024 e 2026. “Teremos força para uma aproximação com o PSDB, vamos discutir”, concluiu.

O atual presidente do MDB, o deputado eleito Junior Mochi, disse que a eleição ainda não foi convocada, mas que o correligionário tem o direito de se colocar à disposição. “Assim que for convocada a eleição para composição da Executiva do partido, ele tem todo direito de colocar seu nome para o cargo. Quem escolherá o presidente serão os membros eleitos do diretório estadual”, declarou.