Em uma nova reunião com o diretor-presidente da Itaipu, Enio Verri, na manhã desta quarta-feira (19), o governador Eduardo Riedel (PSDB) alinhou projetos de sustentabilidade para Mundo Novo e outros 34 municípios de Mato Grosso do Sul.

Segundo o governador, as novas parcerias e investimentos a serem fechados terão grande impacto para as cidades, bem como para a Usina Hidrelétrica. A conversa teve como foco, debater as aplicações que a empresa fará no Estado, a partir de novas parcerias criadas com a ampliação da área de atuação da estatal.

“Foi uma visita institucional para discutir essa nova área de abrangência em Itaipu. Agora são 35 municípios e isso traz um impacto muito grande. Itaipu é uma grande parceira na manutenção de estradas, das bacias, de toda nossa área ambiental, que é uma prioridade em nosso Estado”, enfatizou Eduardo Riedel após o encontro.

O lago de Itaipu é uma área muito impactada por municípios aos arredores, sendo eles 16, enquanto 15 ficam no Paraná e um no Mato Grosso do Sul – no caso, Mundo Novo.

A partir de agora, essa área de atuação de Itaipu se expande aos 399 municipíos paranaenses e vai incluir, além de Mundo Novo, outros 34 municípios sul-mato-grossenses, o que corresponde a 44% dos municípios de Mato Grosso do Sul, ou seja, quase metade dos 79 existentes.

Programas de investimentos

O dirigente da Itaipu afirma que os programas envolvem reciclagem, atendimento à agricultura familiar e qualquer outra política que vise conter a emissão de resíduos que possam prejudicar o tempo de vida do Lago de Itaipu. “A reunião de hoje foi exatamente nesse sentido, entender quais políticas podemos fazer em comum e o quanto Itaipu pode contribuir com o desenvolvimento dos municípios de Mato Grosso do Sul, e quais parcerias podemos construir”, frisou.

“São municípios com impacto ambiental e Itaipu sempre foi parceira. Vamos consolidar ainda mais essa parceria. Tenho certeza que isso vai ajudar muito. Itaipu é estratégico para toda a região”, complementa Vander Loubet.

Atualmente, Itaipu atua com programas e repasse de royalties em Mato Grosso do Sul apenas em Mundo Novo, mas também é a responsável por investimentos estratégicos em outras áreas. 

Uma das mais importantes hoje é a construção da ponte sobre o rio Paraguai, ligando Porto Murtinho a paraguaia Carmelo Peralta e concretizando fisicamente a Rota Bioceânica. A obra foi orçada em 85 milhões de dólares e é paga pela parcela paraguaia de Itaipu.

Já o outro investimento de Itaipu que deve trazer benefícios ao Mato Grosso do Sul é o estudo para construir uma nova ponte ligando os territórios sul-mato-grossense e paranaense, sobre o rio Paraná. A construção, se aprovada, deve conectar os estados por Taquarussu e o distrito de Porto São José, no município de São Pedro do Paraná, noroeste paranaense.