Portadores de fibromialgia podem ser considerados PcDs (Pessoas com Deficiência) em Mato Grosso do Sul. Além disso, poderão ter política estadual de .

As ações serão implementadas em MS se os deputados da ( Legislativa de Mato Grosso do Sul) aprovarem os dois projetos. O projeto nº 29/2023 institui a Política Estadual de Proteção e Fomento dos Direitos da Pessoa com Fibromialgia no Estado.

Segundo o texto, atendimento multidisciplinar e disseminação social de informações relacionadas à fibromialgia serão diretrizes da política pública. O deputado Rinaldo (Podemos) assina a matéria.

Já a proposta nº 30/2023 reconhece os portadores de fibromialgia como pessoas com deficiência. Então, prevê para estes cidadãos os mesmos direitos e garantias de PcDs.

A justificativa do projeto lembra que a principal característica a dor crônica, que migra por diversos pontos do corpo, se manifestando especialmente nos tendões e nas articulações. Além disso, destaca que “a fibromialgia ainda não tem cura e suas dores podem ser intensas e incapacitantes”.

O deputado Pedro Kemp (PT) assina o projeto. As duas matérias tramitam na Alems. Os deputados ainda votarão as matérias em primeira discussão.