Na tarde desta sexta-feira (15) o governador Eduardo Riedel (PSDB) desembarcou no Aeroporto Internacional de Corumbá, distante a 426 quilômetros de Campo Grande, junto da comitiva formada pelo chefe da Casa Civil, Eduardo Rocha e do secretário de Infraestrutura e Logística, Hélio Peluffo.

Ao se encontrar com o prefeito Marcelo Iunes (PSD) e vereadores, o chefe do executivo estadual visitou o residencial Buriti, local em que vários apartamentos sofreram danos durante o vendaval de mais de 90 km/h, no dia 12 de setembro.

Conforme noticiado pelo portal de notícias local, Diário Corumbaense, ele foi à escola municipal Cássio Leite de Barros, onde o aluno Matheus Alves de Souza, de sete anos, morreu após ser atingido por estrutura da quadra coberta, enquanto participava de educação física.

O governador se solidarizou com a equipe de educação da unidade e com a família de Matheus. Após a visita, seguiu para a escola estadual Dom Bosco, que também foi afetada.

Governo enviou máquinas a Corumbá

Segundo o governador, máquinas e equipamentos foram enviados para ajudar na recuperação da cidade, e a Defesa Civil e Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) estão trabalhando de forma conjunta para que tudo possa ser normalizado quanto antes.

“A Defesa Civil juntamente com a Agesul está presente em Corumbá. Além disso, enviamos também uma estrutura de máquinas e equipamentos que já estão ajudando o município na recuperação”, disse em entrevista ao Midiamax nesta quinta-feira.

Em relação ao aluno que acabou falecendo devido à queda do telhado da quadra da escola durante o temporal, Riedel lamentou. “Essa vida não tem retorno, não tem volta, mas todo o resto a gente arruma. Sobre essa perda só podemos lamentar e dar o suporte necessário para os familiares desse aluno”.