O ex-ministro de Bolsonaro e secretário nacional de relações institucionais do Partido Liberal (PL), Walter Souza Braga Netto, ouviu dos deputados estaduais e federais de pelo partido que o candidato ou candidata à Prefeitura de em 2024 tem que ser do PL.

Com projeto de ‘reunir a direita', o deputado federal Marcos Pollon tem andado o Estado buscando união e força ao projeto político para 2024. No entanto, a ideia dos parlamentares é de que o cabeça de chapa seja do PL.

Na direita, estão como mais cotados para disputar por Campo Grande a prefeita Adriane Lopes (PP), o próprio deputado federal Marcos Pollon, que foi líder de votos em 2022 à Federal, com 103.111 votos, e o ex-deputado estadual (PRTB), que disputou o Governo do Estado em 2022 com Eduardo Riedel (PSDB), ficando em segundo lugar.

“Eu tive a oportunidade de falar isso ao general Braga Netto. Até mesmo pela representatividade e força política do PL aqui no Estado. É importante para nós termos uma candidatura a prefeito em Campo Grande, e ele disse que é provável que aconteça”, disse o deputado estadual Coronel David (PL) após a reunião.

Agenda

Nas redes sociais, Braga Netto compartilhou detalhes da agenda. “Estou retornando para Campo Grande, onde fui chefe do Estado-Maior, do Comando Militar do Oeste, é um prazer voltar a Cidade Morena. Estamos levando essa mensagem de união da direita, dos valores conservadores do Partido Liberal”, disse.

O general foi ministro-chefe da Casa Civil do Brasil, de 2020 a 2021, e ministro da Defesa, de 2021 a 2022, durante o governo Jair Bolsonaro.

Conforme divulgado pelo partido, o primeiro encontro foi uma visita ao vice-governador do estado, José Carlos Barbosa. Em seguida, Braga Netto participou de reunião na Famasul e se reuniu com prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas na Assomasul.

Nesta terça-feira (22), foi realizada uma reunião com deputados federais e estaduais para apresentação do planejamento estratégico do Partido Liberal.

O secretário se reunirá também com empresários do estado para debater os desafios e oportunidades do setor. A terça-feira se encerra com uma visita ao TRE-MS e ao TJMS.