O prazo para os 29 vereadores de Campo Grande encaminharem as emendas da LOA (Lei Orçamentária Anual) foi adiado para o dia 16 de novembro. Conforme a assessoria jurídica do vereador Papy (SD), relator, até o momento apenas 9 vereadores entregaram propostas.

Na próxima segunda-feira (23), os vereadores devem se reunir com a secretaria municipal de Finanças Márcia Hokama para debater sobre as emendas.

LOA 2024

O Executivo estima R$ 6,4 bilhões em recursos para a Capital em 2024. Entregue na Câmara em 31 de agosto, a LOA de 2024 prevê R$ 6.426.565.761,00 para o Orçamento. O número representa aumento de 18,6% em relação aos R$ 5.418.631.265,00 previstos para este ano.

Em setembro, a Câmara realizou audiência pública para discutir a proposta. Entre os problemas mais apontados pelos participantes da audiência foi a falta de asfalto nos bairros. Conforme o relator do Orçamento, a Capital tem mais de mil quilômetros sem asfalto e essa extensa área tem provocado um prejuízo à população.

“Quando chove é barro, ou quando está seco é poeira e o morador não tem como sair dessa encruzilhada. Recebemos mensagens das lideranças do grande Itamaracá, do Jardim Oliveira, do Perpétuo Socorro, do Tijuca, porque quando sai o asfalto, o morador não entende porque todas as ruas não são contempladas. A falta de transparência do asfalto é complicado porque não sabe o motivo de contemplar uns e deixar outros na poeira”, ressaltou Papy.