Em dia de sessão plenária na Alems ( Legislativa de Mato Grosso do Sul), o deputado (PL), viajou à nesta quinta-feira (30) para recepcionar Jair Bolsonaro, que chegou dos Estados Unidos após três meses.

Nas redes sociais, o deputado relatou que foi até a capital federal recepcionar o ex-presidente, filmou rodovia congestionada, chegada de avião e coro de ‘o mito voltou’ no saguão do terminal. O parlamentar também levou o boneco inflável de 10 metros de Bolsonaro, que foi alvo de apreensão pela Polícia Federal durante a campanha de 2022.

“Chegamos em Brasília para expressar nosso sentimento de gratidão e carinho para o presidente Bolsonaro. Vocês precisavam ver o quanto foi difícil chegar até aqui, o quanto que tentaram dispersar a população, mas a galera está aqui”, disse.

No Aeroporto Internacional de Brasília, Catan disse que seria difícil encontrar o ex-chefe do Executivo, por isso, seguiria para a sede do partido. “Vão tentar tirar o presidente Bolsonaro do seu povo, vão tentar levar ele direto, mas se isso acontecer, vamos encontrar com ele lá no nosso partido”. 

Os deputados federais, Rodolfo Nogueira (PL) e Marcos Pollon (PL) também acompanharam o evento.

Ainda não há informações se João Henrique pediu dispensa da sessão plenária desta quinta-feira ou se justificou a ausência à Casa. Vale lembrar que a Assembleia Legislativa manteve as sessões remotas, mas em casos específicos aos deputados.

Em fevereiro, uma comissão formada pelos deputados estaduais Pedro Kemp (PT), Pedro Pedrossian (PSD) e Junior Mochi (MDB) propuseram que as sessões em 2023 devem ser híbridas apenas quando os parlamentares estiverem com problemas de saúde ou em missão designada pela Casa.

*Mais tarde, a assessoria de imprensa do parlamentar entrou em contato com o Midiamax e informou que Catan participou da Ordem do Dia de forma on-line. Três projetos foram aprovados e o deputado votou a favor de todos.

*Atualizada às 12h para acréscimo de informação

Saiba Mais