O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), participa do lançamento do Programa MS Moradia e do Projeto Bônus Moradia que vão auxiliar a população do Estado a adquirir a casa própria por meio de financiamento. O evento está previsto para acontecer às 11h desta sexta-feira (23), no auditório do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia).

A previsão de investimento total no projeto, segundo a assessoria de imprensa do governador é de R$ 400 milhões com contrapartida estadual de R$ 45 milhões, por meio da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul).

O “Bônus Moradia” vai beneficiar pessoas com renda familiar entre R$ 1,5 mil e R$ 6,5 mil, com subsídios que variam de R$ 6 mil a R$ 25 mil. A previsão é de contratação, este ano, de 2.210 unidades com custo de até R$ 208 mil.

O valor dos empreendimentos varia conforme a população municipal e as regras de financiamento que podem ser a partir de R$ 142 mil.

Em Campo Grande, a previsão é de que sejam oferecidas 770 moradias e 250 em Dourados, além de unidades habitacionais em outros 20 municípios do interior.

O subsídio de até R$ 25 mil vai auxiliar o cidadão a adquirir a casa própria financiada, disponível no mercado de imóveis. O valor deve ser utilizado como entrada na compra da unidade habitacional.

Para receber o subsídio é necessário atender algumas exigências, além da renda, o beneficiário não pode ter casa própria e nem ter sido beneficiado em outro programa habitacional.

O “Bônus Moradia” é uma parceria entre o Governo do Estado, municípios, Governo Federal, empresas do ramo de construção civil e organizações da sociedade civil, com recursos de financiamento e subsídio FGTS, orçamento da União, orçamento do Estado e orçamento do município.