A sessão desta quinta-feira (16) da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) foi encerrada por falta de quórum. Apenas dois deputados estiveram presentes.

Estavam presentes o presidente, Gerson Claro (PP), e o 2º secretário, Pedro Kemp (PT), que lamentou o agravamento do estado de saúde de Amarildo Cruz (PT).

Quórum é o número mínimo de deputados que precisam estar presentes para que uma sessão seja realizada. Conforme o regimento interno da Alems, o mínimo necessário é de 16 parlamentares.

Dos 24 deputados da Casa Legislativa, dois estão com problemas de saúde em hospitais. O caso mais grave é de Amarildo Cruz (PT), que está internado no Proncor.

O estado do parlamentar é estável e ele está sendo medicado com antibióticos. No entanto, conforme informações apuradas pelo Jornal Midiamax, o deputado teria sofrido um episódio de miocardite, uma infecção no coração, e chegou a ter uma parada cardiorrespiratória, sendo animado e submetido a diálise.

A sessão desta quinta-feira previa a discussão de duas propostas: Uma delas trata sobre o combate da violência contra crianças e adolescentes e o outro reconhece estado de calamidade pública no município de Naviraí.

Zeca do PT no hospital

O ex-governador e deputado estadual José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, foi hospitalizado na segunda-feira (13).

Ele recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (15) em Campo Grande. Zeca passou por atendimento médico após apresentar angina, que é o nome dado para a dor no peito causada pela diminuição do fluxo de sangue no coração.

Zeca foi submetido a exame de ecocardiograma depois de fazer cateterismo. O teste apontou boa recuperação após o procedimento de cateterismo realizado na última segunda-feira, segundo a assessoria.

O parlamentar recebeu alta da equipe médica do Hospital da Cassems de Campo Grande e dará continuidade a sua recuperação em repouso, em sua casa.