Uma reunião realizada na última sexta-feira (24) em , na fronteira com Pedro Juan Caballero, gerou um clima de tensão na cidade. A animosidade foi gerada entre diretores da e parlamentares da Câmara Municipal, durante discussão sobre a qualidade do atendimento de serviços elétricos na cidade.

Durante a reunião que foi coordenada pelo presidente do Legislativo, Candinho Gabínio (PSDB), os vereadores apresentaram uma extensa lista de sobre os serviços prestados pela concessionária.

Entre as queixas apresentadas pelo Legislativo, está a interrupção constante no fornecimento de energia elétrica em diversas regiões da cidade. Há locais em que o “apagão” é frequente, como na região do bairro São João, gerando transtornos e prejuízos.

Além dos problemas recorrentes do bairro São João e do Estoril, que já se estendem há, pelo menos, três anos, outras regiões como o Altos da Glória e a Vila Áurea também apresentam oscilações e falta frequente de abastecimento, somando-se a tudo isso os cabos de energia elétrica soltos em inúmeros pontos da cidade.

Irritado com as respostas evasivas da concessionária, sem apresentar soluções para as queixas apresentadas, o vereador Candinho, que deixou a sala e deu a reunião encerrada, considerou um descaso da empresa.

“Em um dos comentários, o engenheiro da Energisa chegou afirmar que cada consumidor deveria avisar a empresa quando adquirisse um novo equipamento elétrico (ar-condicionado, geladeira, etc.), porque isso poderia vir a sobrecarregar o sistema, ocasionando queda no abastecimento”, disse uma fonte ouvida pela reportagem do Jornal Midiamax.

Após a reunião, a empresa divulgou uma nota em que explica a situação e expõe os canais que podem ser utilizados pela população para solicitar a solução de problemas no fornecimento de energia elétrica na cidade.

Além do presidente da Câmara, o encontro contou com a presença dos vereadores Biro Biro, Anny Espinola, Agnaldo Miudinho, Neli Abdulahad, Edevaldo Mattoso, Marquinhos Bello, Vanderlei Avelino e Kleber Ortiz.

A empresa foi representada pelo coordenador de Relações Públicas da Energisa, o engenheiro eletricista Dian Brito, e do Supervisor de Construções e da concessionária, Ivaldo Rogéria.

Veja o que diz a empresa:

A Energisa informa que foi realizada uma visita institucional à Câmara de Vereadores de Ponta Porã, nesta sexta-feira (24/11), com o intuito de esclarecer o trabalho realizado pela empresa, dentro do Plano de Contingência, com medidas preventivas e

monitoramento constante das condições climáticas, especialmente neste ano de atuação do fenômeno El Niño, de forma severa e adversa (tempestades e ondas de calor), em todo país.

A Energisa esclarece ainda que direciona esforços para mitigar as demandas apresentadas na reunião através de investimentos em ampliação de rede, automação de sistema e manutenção preventiva, cumprindo prazos previamente estabelecidos, com foco na segurança e qualidade.

A concessionária se colocou à disposição para realizar vistorias técnicas nos bairros indicados pelos vereadores e esclareceu pontos sobre a Portaria Interministerial 10.563/2023 que institui a Política Nacional de Compartilhamento de Postes – Poste Legal, cujas diretrizes serão regulamentadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A prioridade da Energisa é garantir que todos tenham acesso à energia elétrica de forma confiável e contínua e para isso, trabalha de forma incansável. Desde 2014, quando a empresa chegou ao estado, foram investidos cerca de R$ 3,8 bilhões em projetos de distribuição de energia elétrica.

Entre as principais ações estão: 14 novas subestações, incremento de 43% na potência instalada, aumento em mais de 63% do total de quilômetros de redes de transmissão e distribuição, atendimento de 2.890 unidades no Pantanal Sul-Mato-Grossense com o Projeto Ilumina Pantanal.