Durante a reunião da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) desta quarta-feira (10), os membros da comissão aprovaram seis projetos e, entre eles, o Voucher Transportador. Agora, as propostas seguem para análise em plenário pelos deputados estaduais da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Os deputados João César Mattogrosso (PSDB) e Pedro Pedrossian Neto (PSD) não comparecerem à reunião e os votos serão colhidos posteriormente.

Outras 11 propostas foram distribuídas para serem relatadas. A deputada e presidente da CCJR, Mara Caseiro (PSDB) relatou quatro matérias, entre elas o Projeto de Lei 121/2023, de autoria do Poder Executivo, que institui o Programa Estadual de Qualificação Profissional para Motoristas de Veículos de Carga e de ônibus – Voucher Transportador, no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul, e dá outras providências.

A matéria foi considerada constitucional e o objetivo é atender às diretrizes de empregabilidade de inclusão social e de inserção no de motoristas condutores de transporte de cargas, e de passageiros habilitados nas categorias, e nas gradações exigidas pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Além dessa proposta, outras três foram aprovadas após relatório da deputada. São elas: o Projeto de Lei 92/2023, de autoria do deputado João César Mattogrosso (PSDB), que institui, em Mato Grosso do Sul, a Semana de Conscientização e aos males causados pelo uso intenso de celulares, tablets e computadores por bebês e crianças.

O Projeto de Lei 112/2023, de autoria do deputado Renato Câmara (MDB), que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado de Mato Grosso do Sul a Feira de Exposição Agrishow-Festa da Agricultura Familiar, realizada no Município de Japorã-MS.

E o Projeto de Lei 117/2023, de autoria do deputado Rafael Tavares (PRTB), que institui o Dia Estadual do CAC (Caçador, Atirador e Colecionador) no Estado de Mato Grosso do Sul.

O vice-presidente do grupo de trabalho, deputado estadual Junior Mochi (MDB), relatou o Projeto de Lei 115/2023, de autoria do deputado Paulo Corrêa (PSDB), que institui o Dia Estadual em Defesa da Prescrição Legível, a ser comemorado anualmente no dia 20 de setembro, e dá outras providências. “O projeto promove campanha em defesa da prescrição legível, pois uma receita mal escrita pode levar o paciente a utilizar medicamento ou dosagem equivocada”, aponta a justificativa.

O deputado Antonio Vaz (Republicanos) relatou o Projeto de Lei 116/2023, de autoria do deputado (PDT), que declara de Utilidade Pública Estadual a Sociedade Beneficente KADIMA – SBK, com sede no município de Rio Verde do Mato Grosso. Por unanimidade dos presentes foi aprovada a tramitação do projeto na Alems.