A governadoria de Mato Grosso do Sul será comandada pelo Presidente da Assembleia Legislativa, (PP) e pelo vice-governador, José Carlos , o Barbosinha também do Progressitas. Ambos devem revezar o cargo de governador interino, durante uma viagem de (PSDB) de 20 dias.

Segundo o documento encaminhado para a Assembleia Legislativa, o Governador Eduardo Riedel estará ausente entre os dias 26 de dezembro de 2023 a 14 de janeiro de 2024.

Gerson dever ser governador interino de Mato Grosso do Sul entre os dias 26 de dezembro de 2023 a 1º de janeiro de 2024. Em seguida, quem assume o cargo é o vice-governador do Estado, o Barbosinha, que prossegue a frente da governadoria até o dia 14 de janeiro do próximo ano.

O documento foi encaminhado para a Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (7). Nele, consta que Eduardo Riedel pode se ausentar do Estado e do país.

O pedido de autorização para o governador se ausentar do país será votado em plenário na Assembleia na sessão da próxima semana. Aprovado, um decreto legislativo autorizando será publicado.

A reportagem entrou em contato com o Governo do Estado para mais detalhes sobre a futura ausência de Riedel, e aguarda retorno.

Saiba Mais