Reunião marcada para 16 horas na casa do ex-governador e presidente do PSDB, Reinaldo Azambuja, foi desfalcada após ‘vazar’ a informação. Senadora Tereza Cristina (PP) estaria presente e acabou não comparecendo após ser questionada por um repórter.

Conforme o Jornal Midiamax confirmou, a reunião estava em pauta oficial do secretário-executivo, Sérgio de Paula. O ex-chefe do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) Paulo Cezar dos Passos também foi até a casa do ex-governador.

Atual membro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), Paulo Passos chegou ao apartamento de Reinaldo Azambuja sozinho e saiu sem falar com a imprensa.

A reunião estava marcada em horário de expediente, na agenda de Sérgio de Paula, nomeado no Escritório de Relações Institucionais e Políticas no Distrito Federal, atualmente com salário de R$ 32.662,19, conforme o Portal da Transparência.

O encontro entre Tucanos e Progressita ainda deve acontecer em data próxima. Atualmente, Azambuja e Sérgio de Paula são responsáveis pela articulação política no partido.

O Midiamax conversou com Reinaldo, que afirmou que a conversa será sobre as eleições municipais e possíveis alianças. “Quando a Tereza era do DEM, eu e Sérgio de Paula tivemos uma conversa com ela nesse sentido, de alinhar alguns municípios”, disse.

O ex-governador confirmou a presença de Paulo Passos, mas afirmou que não seria na mesma agenda com Tereza Cristina. Reinaldo disse que seria uma tentativa de recondução de Passos ao cargo no CNMP, com pedido de ajuda para mediar a conversa com o senador Marcio Bittar, que é amigo do tucano e faz parte da comissão no Senado que vai analisar a recondução do ex-pgj. Ele ocupou cargo entre 2021 e 2023 e foi eleito como representante para mais um mandato em abril deste ano.

*Editada às 18h27 para atualizar informações confirmadas por Reinaldo Azambuja após a publicação da reportagem de que a agenda com Paulo Passos não seria com Tereza Cristina ao mesmo tempo