O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) teria se comprometido com os colegas congressistas que pautaria o decreto das armas em fevereiro, no retorno das atividades na Câmara dos Deputados. O deputado federal Rodolfo Nogueira (PL) de MS ingressou com pedido de urgência para que PDL que susta o decreto das armas do governo federal seja derrubado.

Caso seja aprovado, a matéria de autoria do deputado Sanderson (PL-RS), que anula o decreto desarmamentista de Lula, será pautado.  

Os parlamentares se organizaram e já conseguiram articular a derrubada do decreto. “Rodolfo fez pedido de urgência e já conseguimos as assinaturas”, reforçou o deputado federal Paulo Bilynskyj (PL-SP).

“Ficou para fevereiro, com a palavra do presidente da Câmara, vamos pautar esse requerimento e com certeza vamos votar o mérito também. Essa luta é para todos os cac’s do Brasil inteiro”, disse Rodolfo Nogueira.

O primeiro requerimento faltou apenas três votos para ser aprovado. Outro integrante da bancada de MS e pró-armas, deputado federal Marcos Pollon (PL), publicou em sua página do Instagram a relação dos parlamentares que votaram favoráveis ao requerimento, os contrários e os que abstiveram-se.