O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, cancelou a visita que faria a Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (8).

Conforme nota, o cancelamento é por motivo da incompatibilidade de agendas de Alckmin, da ministra de Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, no ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e do presidente da Petrobras, Jean Paul Prates.

A comitiva de Alckmin visitaria as instalações da UFN3, em Três Lagoas, no fim da manhã de quarta. Depois, iriam vir para Campo Grande para um encontro de empresários, às 16h. A expectativa era que o vice-presidente ficasse em MS até às 18h, quando voltaria para Brasília.

Uma nova data que concilie as agendas dos participantes – tanto a visita em Três Lagoas, quanto o evento com empresários – será comunicada.

Alckmin sobrevoaria a UFN3 junto com a comitiva e o governador de MS, Eduardo Riedel (PSDB). Por lá, o grupo faria a visita técnica para avaliar a retomada das obras que pertencem à Petrobras, a quem cabe a decisão de eventual conclusão do empreendimento – o que poderia acontecer ainda em 2023.