Segue à sanção projeto de lei que regulariza gratificação à PM e Corpo de Bombeiros em MS

Projeto de lei é do Poder Executivo
| 28/06/2022
- 11:03
Deputados aprovaram projeto de lei por unanimidade
Deputados aprovaram projeto de lei por unanimidade - Reprodução, Arquivo

Foi aprovado por unanimidade durante sessão parlamentar nesta terça-feira (28), projeto de lei que regulariza a função gratificada à PM (Polícia Militar) e de Mato Grosso do Sul.

Com a aprovação, o projeto do Poder Executivo segue à sanção. A proposta do Poder Executivo adapta Lei Complementar de 15 de maio de 2008 com a inserção de nomenclaturas e quantitativos das seguintes funções: Ajudante-Geral Adjunto, Subcomandante de Comando de Policiamento de Área, Comando de Policiamento de Área Especializado, Diretores Adjuntos, Adjuntos de Chefia do Estado Maior, Subcomandante da Academia de Polícia Militar e Coordenador Militar-Adjunto.

Consta ainda no projeto que também são incluídos as funções de Coordenador Militar, Assistente do Subcomandante-Geral, Assistente do Chefe do Estado-Maior Geral, Comandante de Comando de Policiamento de Área e Comandante de Comando de Policiamento Especializado.

Segundo a proposta, com relação ao quantitativo proposto pela PM, estes se justificam em razão da realização do de Aperfeiçoamento de Oficiais, realizado em 2021.

Com isso, os Capitães se tornam aptos para exercerem as funções de Oficiais Superiores. Já os Aspirantes ainda que não declarados Tenentes em razão do lapso temporal em andamento, possuem habilidades e prerrogativas para atuar como Tenentes.

Veja também

Projeto já recebeu três pedidos de vistas e está na ordem do dia desta quinta-feira (11)

Últimas notícias