Com intuito de compor pelo menos 70% das chapas proporcionais, o PT MS aproveitou o lançamento da pré-candidatura da advogada Giselle Marques ao Governo do Estado nesta terça-feira (12) e reforçou os nomes postos a disputar vaga na chapa proporcional deste ano. 

Segundo o presidente do diretório estadual, Vladimir Ferreira, o partido está trabalhando para alinhar as chapas proporcionais e majoritárias. Porém, aguarda a definição das federações para concluir a composição. 

“Sem a definição concreta das federações ainda não conseguimos falar das composições, principalmente das proporcionais, que vai depender dessa aliança. Então, nosso objetivo é que dos 28 a serem apresentados, entraremos com 25 para deputado estadual e dos nove a federal, teremos seis definidos como pré-candidatos”, explicou Vladimir. 

Dos nomes colocados na disputa, o ex-candidato ao Governo, Humberto Amaducci, é uma das apostas a deputado estadual, junto com o já deputado Pedro Kemp e Amarildo Cruz. Além disso, a vereadora Camila Jara é apontada como uma das principais figuras da sigla e deve ser cotada para tentar uma vaga na Câmara Federal, assim como Vander Loubet e Jaime Teixeira, presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores da Educação do Mato Grosso do Sul).