Prefeitura de Campo Grande sanciona lei que eleva contribuição do Servimed

A sanção do Servimed está no Diário Oficial de Campo Grande desta sexta-feira (27)
| 27/05/2022
- 08:04
Licitação
Prefeitura de Campo Grande; imagem ilustrativa. - (Foto: Divulgação/PMCG)

Projeto de lei da Prefeitura de Campo Grande e aprovado pela Câmara Municipal, que reajusta percentuais de arrecadação do Servimed, foi sancionado nesta sexta-feira (27). O objetivo, segundo a justificativa, é elevar arrecadação em R$ 2 milhões e, assim, conseguir deixar as contas equilibradas.

"Já que não é possível a redução de despesas, pois isso implicaria em reduzir a prestação de aos servidores filiados", aponta um trecho da proposta apresentada em 9 de maio.

A sanção está no Diário Oficial de Campo Grande de hoje.

De acordo com o projeto de lei, o percentual de contribuição do município deve subir de 4% para 6%. Já o servidor filiado que hoje contribui com 4% do salário, terá descontado 4,2%, se a medida for aprovada. O cônjuge hoje paga 2% e pode passar a pagar 4%.

O valor mínimo de contribuição para os dois casos terá de ser, no mínimo, R$ 60, segundo a propositura protocolada na Municipal. Já o conjunto de dependentes terá de pagar R$ 30.

"Estas alterações proporcionarão o crescimento na arrecadação em aproximadamente R$ 2 milhões, valor este que cobre o atual déficit mensal do Servimed".

Servimed

Servimed é destinado aos servidores municipais efetivos e comissionados e oferta serviços básicos de saúde. Ainda no projeto de lei, está destacado que a adesão ao programa, por parte do funcionário público, é facultativa.

"Os filiados afastados do cargo poderão permanecer nesta qualidade conforme dispuser o regulamento", traz outro ponto que será votado pelos vereadores. Caso os servidores sejam excluídos do Servimed, automaticamente, os dependentes também.

Veja também

Evento têm a presença confirmada de Simone Tebet, Ciro Gomes, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva

Últimas notícias