O presidente da República e candidato à reeleição pelo PL, Jair Bolsonaro, disse na manhã desta quarta-feira (5), que a senadora eleita Tereza Cristina (PP/MS) deve reforçar a campanha do em Mato Grosso do Sul. A deputada federal apoia o candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, Eduardo Riedel, que vai disputar a segunda volta contra Capitão Contar (PRTB).

Questionado se Tereza deve retornar ao Ministério da caso seja reeleito, Bolsonaro disse que a decisão só deve ser tomada após 30 de outubro, data do segundo turno. 

“Essas articulações passam para depois do dia 30 [de outubro]. Deixo bem claro que quem indicou a Tereza Cristina para ser ministra da Agricultura foi a Frente Parlamentar de Agricultura. Então vai ser decidido depois das eleições. Falei para ela [Tereza Cristina] que não volta antes do dia 30, porque ela tem que estar em Mato Grosso do Sul fazendo campanha para a gente”, disse.

A declaração do presidente foi durante entrevista coletiva à imprensa no Palácio da Alvorada. Ele recebeu apoio do governador reeleito do Paraná, Junior (PSD), e prefeitos paranaenses. Bolsonaro vai ao segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).