Após ser cotada como ministra da pelo governo PT, caso seja eleito presidente, (MDB) se pronunciou. “Nunca tratei desse assunto com o PT”, disse a senadora por Mato Grosso do Sul.

“Quero deixar uma coisa muito clara: ninguém fala por mim. Nunca tratei desse assunto com o PT. Nunca falei com o Presidente Lula sobre isso”, afirmou. Além disso, Simone reforçou que apoia o candidato do PT pela democracia.

“Não estou nessa luta por cargo, estou pela democracia e pelo futuro dos nossos filhos”, destacou. Por fim, a senadora disse que “o importante é eleger o Lula, no próximo dia 30. O resto é coisa de quem não tem o que fazer”.

Apoio de Simone e cargos

O PT (Partido dos Trabalhadores) estaria cogitando oferecer o Ministério da Agricultura para Simone Tebet (MDB), caso Lula (PT) seja eleito presidente no próximo dia 30.

Apesar da proposta do partido, a senadora gostaria de comandar o Ministério da Educação.

Simone Tebet alcançou o terceiro lugar na disputa e a campanha de Lula a vê como um trunfo político para conquistar votos de indecisos.

Vale lembrar que Tebet não condicionou seu apoio a Lula a cargos, mas pediu que o petista, se eleito, adotasse algumas propostas na área social e de educação.