Governador paraguaio que teve filha executada pede forças para seguir na política

Ronald Acevedo deve se candidatar ao cargo de prefeito de Pedro Juan Caballero
| 18/07/2022
- 11:51
Governador paraguaio que teve filha executada pede forças para seguir na política
Haylee foi assassinada em outubro do ano passado (Foto: Arquivo familiar)

O governador do Departamento de Amambay, Ronald Acevedo, que deve concorrer ao cargo de prefeito de Pedro Juan Caballero, fez um neste domingo (17), em postagem publicada no Instagram em homenagem à filha. Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos foi executada durante uma chacina no dia 9 de outubro do ano passado.

“Às vezes eu quero desistir de tudo vendo tata injustiças que continuam sendo cometidas aqui na terra, mas tenho certeza que você intercederá por mim para que eu tenha sabedoria do e possa enfrentar todo esse monstro da injustiça”, afirmou Acevedo.

Ainda na publicação, o governador disse sentir muitas saudades e admitiu que é difícil lidar com a ausência da filha, principalmente durante os fins de semana e que fica procurando por ela em todos os cantos da casa.

“Ajude-me a seguir este peregrinar por esta vida. Muitas pessoas precisam de nós e eu preciso de força para continuar filha”, disse Acevedo, que também perdeu o irmão José Carlos Acevedo, durante crime de pistolagem que ainda é investigado pela Polícia Nacional.

Em novembro do ano passado, um mês depois do assassinato de Haylee, que completaria 22 anos, Ronald voltou ao local onde aconteceu a execução e fez preces à filha. Segundo apurou a reportagem do Midiamax, essa prática tem sido frequente.

“Sempre vejo ele lá e me emociono com o sentimento de um pai que chora a perda de uma filha querida. É de cortar o coração”, disse uma moradora de Pedro Juan Caballero em conversa com a reportagem do Midiamax.

Acevedo governador 1. - Governador paraguaio que teve filha executada pede forças para seguir na política
Ronald de Acevedo sempre visita o local onde a filha foi morta em Pedro Juan (Foto: Reprodução)

Veja também

Medidas foram publicadas no Dário Oficial desta segunda-feira

Últimas notícias