Deputados federais pedem PF e MPF no caso de confronto entre PM e indígenas em Amambai

Deputados federais foram acionados para emitir opinião e o espaço para as opiniões continua aberto
| 26/06/2022
- 10:36
Deputados
Deputados querem investigação federal e, na foto, viaturas policiais se dirigem à fazenda. Foto: Arquivo Midiamax

Deputados federais defendem as presenças da Polícia Federal e Ministério Público Federal na apuração e investigação sobre o confronto de terras em Amambai, município localizado a 352 quilômetros de Campo Grande, que culminou com o assassinato do índio "Vito" Fernandes, 42, pela Polícia Militar. O conflito — em forma de confronto armado — aconteceu na última sexta-feira (24), na fazenda Borda da Mata.

Para o deputado federal Dagoberto Nogueira, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal devem ser acionados no intuito de resolver o caso e garantir transparência no caso, além de dar uma resposta ampla e completa à sociedade, principalmente às comunidades indígenas. "É lamentável o que aconteceu. Agora é investigar", disse Nogueira. Para o deputado federal Fábio Trad, os rumos do caso têm opinião semelhante ao que disse Dagoberto Nogueira. "Penso que deve ser investigado pela e o MPF deve entrar no caso porque se trata de conflito coletivo e a competência constitucional é da Justiça Federal", frisou Fábio Trad.

Em nota, a Polícia Federal já se pronuncio, ressaltando que compete aos agentes federais apenas “garantir a integridade de comunidades indígenas, quando essas se encontrarem em risco”. Os indígenas também estavam armados e três policiais do Choque foram feridos a tiros, que atingiram regiões dos braços e pernas, sem maior gravidade. Eles foram levados e socorridos no de Amambai. Já do outro lado, 8 pessoas ficaram feridas, mas não há confirmação se todas seriam indígenas.

O espaço para os demais parlamentares continua aberto no Jornal Midiamax.

Veja também

Relatório da Câmara apontou que foram feitas mais de 40 contratações

Últimas notícias