O candidato ao Senado pelo PSD, Juiz Odilon, diz que pretende diminuir para 14 anos a idade mínima para jovens entrarem no mercado de trabalho. Odilon participou do Midiamax entrevista. Durante uma semana, o jornal está promovendo um bate-papo com todos os candidatos que disputam uma vaga ao Senado Federal nas eleições de 2022.

Durante a entrevista, o juiz comentou sobre seus projetos se acaso eleito neste próximo dia 2 de outubro. Entre as promessas, o candidato disse que pretende diminuir para 14 anos a idade mínima para um jovem entrar no mercado de trabalho.

“Defendo a redução mínima de trabalho de 16 para 14 anos. O menor pode fazer bico no máximo e isso prejudica a educação. A evasão escolar é um exemplo. Temos 7 milhões de jovens que não podem trabalhar. Quero que seja reduzida e que tenham todos os diretos de uma pessoa adulta”, explicou.

Pernambucano, Odilon de Oliveira tem 73 anos. O candidato concluiu o ensino fundamental com 16 anos e formou-se em Direito na década de 70. Foi procurador autárquico federal de, promotor de justiça, juiz de direito e juiz federal. Aposentado do judiciário federal, foi candidato ao governo de Mato Grosso do Sul em 2018, sendo derrotado no segundo turno pelo atual governador, (PSDB).

Odilon também contou o que vai ser prioridade durante o mandato se acaso eleito em Mato Grosso do Sul. Dizendo que tem um projeto amplo, o candidato destaca que pretende investir em inclusão social, educação e segurança pública. Odilon adianta que o principal obstáculo será a .

“O estado é o segundo maior na riqueza do agronegócio, mas a riqueza só enche o bolso dos ricos. Hoje, 270 mil pessoas passam fome em Mato Grosso do Sul. O próprio ministério da cidadania diz que mais de 1 milhão de pessoas recebem um mínimo no MS”, disse o candidato que apresentou dados da fome durante a entrevista.

Veja abaixo a entrevista completa: