Durante agenda na manhã desta terça-feira (29) em Mato Grosso do Sul, a ministra Tereza Cristina disse que este será seu último dia como ministra. Ela é pré-candidata e, embora em seu discurso não tenha confirmado para qual cargo irá concorrer nas Eleições 2022, a expectativa é que dispute uma vaga no Senado Federal.

A ministra disse que, ao assumir a Agricultura, Pecuária e Abastecimento, recebeu um pedido do presidente Jair Bolsonaro para olhar com cuidado especial para Mato Grosso do Sul. Sob aplausos dos presentes, afirmou que não fazia ideia da dimensão do trabalho que teria no Ministério, mas que fez seu melhor.

Tereza aceitou o convite para assumir o diretório estadual do PP (Partido Progressistas) e já anunciou que irá apoiar uma candidatura do PSDB ao Governo do Estado, no caso, Eduardo Riedel. Como ocupa um cargo no Executivo, precisa se desincompatibilizar para que possa participar do próximo pleito.

A ministra esteve com o presidente Jair Bolsonaro na manhã de hoje no assentamento Itamarati, em Ponta Porã, para a entrega de 2 mil títulos de propriedade rural a produtores da região.