André diverge de lideranças e acredita que federação com União Brasil tem 30% de chance

Caso parceria se consolide, ex-governador sugere que ele se mantenha como candidato ao governo e Rose Modesto, ao Senado
| 19/02/2022
- 15:34
André Puccinelli
André Puccinelli, ao chegar no evento do MDB neste sábado (19), em Campo Grande - (Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax)

Ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (MDB) diz que há 30% chance de federação entre seu partido e o União Brasil. Outras lideranças da legenda são mais otimistas quanto à possibilidade, inclusive, acreditando que a parceria possa incluir, ainda, o .

"Eu [Puccinelli] falei com Marun [ex-ministro Carlos Marun], que estava em São Paulo e falou com e, depois, foi pra Brasília e falou com Baleia Rossi [presidente do MDB nacional]. A possibilidade de federação é de 30% com União Brasil e acha que não sai, a federação com PSDB está descartada", afirmou o ex-chefe do Executivo estadual no fim do encontro de políticos do MDB neste sábado (19), em Campo Grande.

Para ele, há mais possibilidade de coligações e, em eventual, federação com União Brasil, a princípio, se manteria como candidato ao Governo do Estado, sugerindo que a deputada federal Rose Modesto, que está de malas prontas para sair do PSDB para disputar  o govermo estadual pelo União Brasil, seria postulante ao Senado. 

"Tem que perguntar para ela", disse após ele mesmo sugerir a possibilidade. "Quem está na frente da pesquisa [entre os dois], provavelmente seria o candidato. Provavelmente, se a federação se consolidar, vão estabelecer os critérios [aplicados para escolha da cabeça de chapa]", conclui.

Na sexta-feira (18), presidente do MDB em MS, Junior Mochi, comentou que é mais fácil o MDB se vincular ao União Brasil, por federação, do que com o PSDB. Sendo assim, afirmou, André seria candidato ao governo e Rose candida a vice.

Veja também

O deputado estadual e pré-candidato ao Governo do Estado, Capitão Contar anunciou nas redes sociais...

Últimas notícias